Conheça nosso Blog
Os mitos sobre SEO podem impedir um bom resultado

Os principais mitos sobre SEO e como contorná-los!

Convencer sobre a importância das estratégias de SEO para o marketing de conteúdo já é, por si só, uma tarefa complexa. Agora, quando essas pessoas são levadas pelos mitos sobre SEO, a situação fica mais criteriosa. Preocupados com o tráfego e o investimento dado, quem tem um espaço na internet costuma aguardar por resultados instantâneos e proporcionais ao valor depositado. Como tudo aquilo que é orgânico exige mais tempo, a frequência de desistências, infelizmente, não é baixa. Neste artigo, vamos te mostrar por que parar de acreditar nos mitos sobre SEO e como é importante investir nessas estratégias.

Mitos sobre SEO: por que existem?

Conhecer os mitos sobre SEO é fundamental para sua empresa

Os mitos sobre SEO existem, majoritariamente, porque muitas pessoas aguardam resultados rápidos para ações que demandam tempo de impacto. Além disso, o critério de investimento é muito mais pensado para outras plataformas, como mídias sociais e anúncios no Google, do que para conteúdo. Só que os tempos estão mudando e quem almeja se adequar ao que o marketing de conteúdo propõe, essa é a hora. A Trii buscou quais são os mitos mais comuns e desmistificou todos eles. Boa leitura!

Os 4 principais mitos sobre SEO que você deve correr!

Na imagem é possível ver uma lupa, tela de computador e infográficos na tela de um celular para simbolizar as pesquisas sobre os mitos de SEO

1 – SEO não funciona porque as páginas de resultado só possuem anúncios

Um dos mitos sobre SEO diz que a técnica não funciona tendo em vista a grande quantidade de anúncios nos SERPS. SERPs, em tradução rápida, são as páginas de resultados de pesquisas do Google. Para dissertar sobre tal mito, é importante analisar qual é o seu ponto de vista acerca do funil – topo, meio ou fundo. Quem foca apenas no fundo do funil, bem como os valores relacionados ao custo por clique e rendimento da palavra-chave para monetização, pode se perder. É preciso pensar que quando um usuário busca uma resposta para sua pergunta, é a pesquisa orgânica a responsável por trazer mais soluções.

Dados afirmam que 60% das pessoas, muitas vezes, não diferenciam anúncio dos outros resultados. Isso também tem uma explicação: o próprio Google mudou a diagramação para que isso acontecesse. Porém, grande maioria das pesquisas ainda não possuem anúncio. Com isso, entende-se que pesquisas informativas e de navegação ainda assumem o primeiro lugar, e só depois chegam as pesquisas de cunho comercial. E para trabalhar o orgânico é preciso entender e investir em SEO. Aceitar e trabalhar um conteúdo que saiba solucionar sem necessariamente vender um produto e serviço, e também saber a hora certa para isso.

Vale ressaltar também que as pessoas quando querem além de informação, no ato da compra, elas pesquisam incansavelmente. Trabalhar todas as etapas do funil, tanto para PPC, quanto SEO, atrai melhores resultados.

2 – O tráfego orgânico gerado não é o correto

Afirmar que o tráfego orgânico só atrai pessoas que já conhecem a marca é um dos mitos sobre SEO. Porém, não é verdade! A única resposta para essa realidade é: falta de uma estratégia de SEO eficiente.

Em alguns casos, o tráfego orgânico, ou seja, aquele que não possui anúncios e é inteiramente trabalhado mediante regras de SEO, pode não ser o último clique antes da conversão. Todavia, profissionais especializados em análise de métricas afirmam que ele é, sim, essencial para chegar lá.

Além disso, tal tráfego pode ser qualificado. Isso vai depender do investimento sobre SEO. Para isso, deve-se analisar o público-alvo, identificar as formas como pesquisam, alinhar com as prioridades da marca e o que manda uma boa estratégia de SEO. O resultado para isso é um tráfego qualificado e com grandes chances de conversões.

3 – Aquela outra plataforma é melhor, gera mais conversões

Popular entre os mitos sobre SEO, aquele em que diz que existem outras plataformas que geram mais conversões também é bem comum. Isso porque quem diz tal afirmativa não costuma ponderar a relação “investimento e resultados”. Se uma estratégia de SEO não receber um investimento adequado, mas outras ações realizadas nas mídias sociais e anúncios no Google sim, as diferenças são perceptíveis.

Isso não quer dizer que outras plataformas não sejam eficientes. Entretanto, cada uma possui uma finalidade e deve ser bem gerida. Cada uma delas exige um esforço diferente. Almejar apenas conversões, mesmo para mídias sociais que são mais focadas em engajamento e desenvolvimento do público, pode se tornar um obstáculo perigoso.

4 – SEO só gera resultados depois de muito tempo

Por se tratar de uma estratégia que busca tráfego orgânico, os resultados para o investimento dependem, sim, do impacto que vão causando nos usuários. Porém, é comum encontrar pessoas que querem instantaneidade, que se questionam, no dia seguinte, o porquê de tal ação não ter dado efeito ainda. SEO segue uma metodologia ligada ao tempo, é muito mais do que simplesmente tática. Por isso, o crescimento sustentado é conquistado e deve ser mantido a cada dia.

SEO para o seu conteúdo: investimento necessário!

Se surpreendeu em como os mitos sobre SEO podem prejudicar o crescimento do seu conteúdo? Agora, não perca mais tempo e invista! Na Trii, você encontra os melhores serviços que uma agência de marketing digital pode oferecer. Leia o Blog da Agência Trii, por lá, artigos sobre como calcular o ROI, dicas para aparecer no Google, funil de vendas e como começar um blog podem lhe ajudar!

Posts Recentes Categorias Tags