Conheça nosso Blog
mulher escrevendo com técnicas de copywriting

Conheça as técnicas de copywriting para vender muito mais!

O copywriting é definido como uma estratégia de produção de conteúdo. O copy, texto resultante dessa ação, é capaz de multiplicar os leads e ampliar vendas. No entanto, não se trata de coagir ou intimidar o público-alvo para uma determinada ação, mas sim convencê-lo acerca das qualidades disponibilizadas que o conduzem à conversão. Gostou e quer saber mais? Continue a leitura deste artigo para entender as técnicas de copywriting que podem fazer sua empresa vender muito mais!

Quais as técnicas de copywriting que tornam o copy perfeito?

Antes de falarmos a respeito das técnicas de copywriting precisamos pontuar a diferença entre um copy e a redação publicitária. Veja bem, por conta do copywriting ser uma estratégia, ele prevê técnicas de atração, ou seja, prospectar. Por outro lado, a redação publicitária tende a ir pelo caminho oposto, o de vendas diretas.
Agora que os pontos já estão alinhados, veja as técnicas que te ajudarão a vender mais abaixo.

1- Foco no público-alvo

desenho de estratégia das técnicas de copywriting

O foco no público-alvo não poderia deixar de estar em primeiro lugar dentre as técnicas de copywriting. Afinal, quando se busca vender mais é preciso reconhecer para quem sua estratégia estará alinhada.

Para isso, um recurso do marketing de conteúdo que o bom copy também irá utilizar é a persona. Trata-se um personagem semi fictício do cliente ideal para sua empresa que apresenta alguma necessidade que seu produto ou serviço pode sanar. Assim, a chance de conversão se torna maior quando o texto é adaptado às características dessa pessoa.

2- Reconhecimento do problema

Em segundo lugar, o reconhecimento do problema é fundamental para que todas as outras técnicas sejam produzidas corretamente. Aqui, o copywriter, pessoa responsável pela produção do copy, precisa alinhar as dores, insatisfações e angústias com as da persona. Em muitas vezes a solução para estas questões está na necessidade de compra e isso ainda não foi identificado pelo seu lead.

3- Definição de linguagem e tom

Caso sua persona seja jovem, o uso de uma linguagem muito rebuscada não será coerente. No entanto, caso sua empresa forneça soluções para escritórios de advogados que atuam na área do direito penal, o informal não é indicado. Sendo assim, a linguagem dentre as técnicas de copywriting deverá ser vista como uma ponte entre a empresa e o público que ela deseja atingir.

O tom, por sua vez, precisa complementar a linguagem. Será a forma como a marca irá se comunicar. Alguns exemplos são: técnico e divertido.

Diferente da linguagem, que deverá ser única em todos os meios de comunicação entre a marca e o público alvo, o tom pode ser alterado.

4- Títulos que despertem a curiosidade

Um ponto muito marcante do copy perfeito é o título. Embora ele seja reconhecido por muitos como a parte mais difícil na criação de um texto, vale a pena dar uma atenção a mais. Se a linguagem liga sua marca ao público-alvo, o título é responsável por despertar o interesse dele para a leitura. Em função disso, títulos interessantes são indispensáveis na produção de um copy que busca gerar conversão.

O copywriter precisa conhecer as etapas do funil de vendas para produzir um título que seja direcionado para etapa onde a persona pode ser encontrada.

5- Uso dos verbos de ação

O uso dos verbos de ação ajudam a estabelecer o sentido de urgência. Por essa razão, o seu copy utilizá-los de forma consciente para guiar sua persona até a finalidade que você deseja.

Neste caso, recomenda-se que o imperativo esteja presente no CTA, nos intertítulos e no título.

6- Dispor dados sempre que possível

Como foi dito no início deste artigo, as técnicas de copywriting não buscam coagir ou mentir para o leitor. Em concordância com isso, o uso de dados reforça a credibilidade do texto. Busque, também, sempre deixar a verificação dos dados fácil para o leitor.

7- Criação do storytelling

Contar uma história é um dos artifícios que criam aproximação entre o público-alvo e seu texto. Esta ferramenta é conhecida como storytelling, que busca criar uma situação que pode ser vivenciada a partir da leitura.

8- Introdução de gatilhos mentais

Por fim, os gatilhos mentais estão entre as técnicas de copywriting que geram conversão. A ideia, nesse sentido, é criar frases curtas com objetivos implícitos com o somatório das técnicas anteriores que não afetam a coerência do que pretende ser dito. Ou seja, os gatilhos devem conter:

  • linguagem e tom apropriado;
  • dados;
  • uma solução para um problema;
  • inclusão em uma história;
  • verbos de ação.

Conte com uma agência especializada em Marketing Digital!

pessoa escrevendo com técnicas de copywriting

O artigo sobre as técnicas de copywriting lhe foi útil? Contar com uma empresa especializada em marketing digital pode te ajudar a tornar o copy da sua empresa mais persuasivo. Conte com os profissionais da Trii para isso! Nossa equipe é especializada na criação de conteúdos para redes sociais e blogs. Venha turbinar suas vendas conosco!

Posts Recentes Categorias Tags